SECOVI/DF participou de Seminário sobre a Reforma Trabalhista e os Impactos no Setor Imobiliário

Selo SECOVI-DF

SOLICITE AGORA ir!

Boletim

 

Os principais números do mercado do DF.Baixar

Newsletter SECOVI-DF

 

Assine nossa Newsletter. Assinar

Convenção coletiva

Baixe a convenção Coletiva.Baixar

Smaller Default Larger

SECOVI/DF participou de Seminário sobre a Reforma Trabalhista e os Impactos no Setor Imobiliário



O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) participou do seminário “Reforma Trabalhista e os Impactos no Setor Imobiliário”, promovido no TST pelo Instituto Justiça e Cidadania. O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Ives Gandra Martins Filho, informou que a Reforma Trabalhista era “necessária e fundamental para dar segurança jurídica a todos os segmentos, entre eles: o da construção civil e o imobiliário”.

Segundo o ministro, um dos objetivos do seminário foi de colocar juízes, advogados e procuradores em contato com o segmento para que este trouxesse os fatos e preocupações com a realidade vivenciada.

 

Ives Gandra Filho acredita que, do ponto de vista processual, a Justiça do Trabalho ganhou com a reforma um instrumental jurídico que tornará o processo mais racional, simples e responsável, e que se somará ao instrumental tecnológico no qual a Justiça do Trabalho é pioneira, com o funcionamento do processo judicial eletrônico em todas as suas unidades. “A adoção do critério de transcendência para o recurso de revista faz com que o TST selecione o que vamos julgar. Vamos julgar temas, e não casos”, observou o ministro.

Para o vice-presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia, o “continente” chamado Brasil realmente passa por grandes mudanças. “Há pouco tempo seria impensável e quase impossível sermos recebidos para discutir questões de trabalho no TST. Acredito que demos um salto  gigante, e daqui pra frente, a visão será de respeito e equilíbrio entre as partes”, afirmou Ovídio sobre a importância e relevância que foi este evento para o setor imobiliário.

SECOVI-DF nas redes sociais

Aviso!